terça-feira, 14 de janeiro de 2020

DEPUTADO JOÃO BOSCO JUNIOR É INOCENTADO EM AÇÃO JUDICIAL E TAMBEM NÃO CONSTA DE LISTAGEM DA OPERAÇÃO CALVÁRIO.

DEPUTADO BOSCO CARNEIRO - DE PREFEITO A DEPUTADO, UMA VIDA POLÍTICA PAUTADA NA PROBIDADE E COMPETÊNCIA
O ex-prefeito do Município de Alagoa Grande, João Bosco Carneiro Júnior, foi inocentado da prática de improbidade administrativa. A denúncia foi feita pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB). A sentença foi de decisão do juiz Jailson Shizue Suassuna, durante o Mutirão da Meta 4, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

De acordo com a denúncia do MPPB, o ex-gestor não teria prestado contas dos recursos recebidos pelo Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar (PNATE), fato que ocasionou o bloqueio de recursos levando o Município a ficar inadimplente perante o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), havendo prejuízo ao Estado no montante de R$ 181.872,60.


Prestação de contas
Por sua vez, a defesa informou que os recursos foram devidamente aplicados no transporte escolar dos alunos do ensino fundamental do município. E todas as despesas realizadas foram devidamente comprovadas com a documentação contábil pertinente, registradas e enviadas para o Sagres do Tribunal de Contas, ficando toda a documentação na Prefeitura, sob a guarda do Município.

O juiz Jailson Shizue avaliou que ficou comprovada a prestação de contas por parte do então prefeito. “Portanto, o núcleo objetivo e prático da controvérsia estaria, única e exclusivamente, no fato de demonstrar que houvera prestação de contas dos recursos recebidos do PNATE, o que se desincumbiu o promovido através da prova documental”, destacou.

De acordo com a sentença, não estão presentes os requisitos legais para a qualificação do ato de improbidade administrativa praticado pelo gestor. “Da mesma forma, não está demonstrada a má-fé, premissa do ato ilegal e ímprobo para se impor uma condenação ao réu. Também não se vislumbrou ofensa aos princípios constitucionais da Administração Pública para configurar a improbidade administrativa”, ressaltou o magistrado, ao julgar improcedente o pedido feito na Ação Civil Pública.
Resultado de imagem para gaeco pb

Deputado João Bosco Carneiro Junior não consta da Lista de Delação de Livânia Farias:


Segundo reportagens amplamente divulgadas pelas mídias diversas, nesta segunda-feira, 13, contendo nomes do mundo político e empresarial em novo capítulo de Delação Premiada da operação Calvário externada pela ex-secretária de Estado, Livânia Farias, confirmando o caráter de homem probo e honesto que tem pautado a vida pública do Deputado João Bosco Carneiro Junior, o seu nome NÃO CONTA DA LISTA DE DEPUTADOS divulgadas pelo Ministério Público GAECO:  Vejamos a lista:


  • Adriano Galdino (PSB),
  • Branco Mendes (Podemos),
  • Tião Gomes (Avante),
  • João Gonçalves (Podemos),
  • Márcio Roberto (MDB),
  • Antônio Mineral (PSB),
  • Doda de Tião (PTB),
  • Eva Gouveia (PSD),
  • Lindolfo Pires (Podemos).

Segundo a delatora, Márcio Roberto, por ser da oposição, seria o deputado mais beneficiado, e quando os pagamentos atrasavam, os parlamentares cobravam à ex-secretária.

 FONTE DA NOTÍCIA: G1 - PB  - PB AGORA  e BLOG DO RILDO - Fotos: Acervo blog Cidadania Alagoagrandense.

quinta-feira, 21 de novembro de 2019

DEPUTADO JOÃO BOSCO CARNEIRO PRESIDE SESSÃO ESPECIAL EM HOMENAGEM A REDE DE MULHERES ADVOGADAS EM SORORIDADE DA PARAIBA


O Deputado João Bosco Junior presidiu na data de hoje, 21 de Novembro, uma sessão especial da Assembleia Legislativa da PB,  realizada em homenagem a Rede de Mulheres Advogadas em Sororidade. O fato se deu em virtude do Dia 17 de Novembro, ser o dia da Mulher Advogada através de Lei de autoria da Deputada Camila Toscano.
 A mesa foi composta pelo PRESIDENTE DA OAB/PB, DR. PAULO MAIA; Dra. FRANCISCA LEITE, DIRETORA DA REDE DE SORORIDADE DA PB; Dra. MONICA LEMOS, PRESIDENTE DA COMISSÃO DA MULHER ADVOGADA DA OAB/PB; Dr. ASSIS ALMEIDA, PRESIDENTE DA CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS ADVOGADOS; Dra. PRISCIlLA MACIEL, DIRETORA PEDAGÓGICA DA ESA; Dra. ISABELLE RAMALHO, DIRETORA ADJUNTA DA REDE DE SORORIDADE DA OAB/PB.

 Além destas personalidades e outras mulheres que estão a se destacar na profissão de Advogadas na Paraiba, o plenário recebeu também a presença do Dr. Fabrício de Castro Oliveira, presidente da OAB Seccional da Bahia.
 Usou da palavra o Dr. Paulo Maia que afirmou que “esta rede de mulher unidas em Sororidade é fruto da discriminação e preconceito que as mesmas ainda sofrem nos tempos atuais”. “A partir da Rede Sororidade a mulher é a primeira a ajudar na defesa de outra mulher”. “A sensibilidade da mulher é uma característica que a faz peculiar e a engrandece como ser humano”. “Que os meninos de hoje possam olhar para as mulheres amanhã livres do passado de violência”.
 Já a Dra. Francisca Leite falou que “a ideia da Rede está centrada na empatia e companheirismo entre as mulheres Advogadas”.  A Rede atua na Capacitação profissional em Eventos; Enfrentamento a violência e discriminação contra a mulher; ações afirmativas das Advogadas da Terceira Idade e das jovens advogadas, etc. Visa sobretudo a igualdade de gêneros e cor dentre a estrutura da OAB do Brasil.  Visa lutar contra toda a forma de desigualdade e discriminação contra as mulheres.  Sororidade significa fraternidade, a irmandade, o bem querer da outra, a igualdade de direitos. Esta rede veio para ficar e precisa do abraço de todas as mulheres da seccional.

A Dra. Monica Lemos disse que “o engajamento masculino é necessário para que esta luta chegue mais longe e vá alem dos papos e seminários de mulheres ativistas”. A rede tem um projeto para reinserir as mulheres advogadas que por um motivo ou outro, desistiram da profissão. A mesma fez um discurso emocionada citando as dificuldades que a Advogada enfrenta no dia a dia na execução de sua profissão.  
 Já a Dra. Priscilla Maciel falou sobre o pequeno número de mulheres ocupando cargos nos diversos órgãos de serviços da sociedade. Disse que hoje era um dia marcante em sua vida por estar ali representando a OAB, a ESA e lembrou de outras mulheres que engrandecem a entidade.

A Dra. Isabelle Ramalho, Diretora Adjunta da rede, falou que nota-se uma inquietação das mulheres Advogadas pela busca de igualdade de direitos e oportunidades.  A mulher quando assume uma cadeira na advocacia, ela sabe que está entrando numa carreira que por muito tempo foi dominada pelos homens. Disse que as mulheres negras, “foram relegadas aos lares de brancos para cuidar de atividades que não eram de seu cotidiano e ainda hoje sofrem da invisibilidade e discriminação social”.  Precisamos entender a realidade de cada mulher e olharmos umas para as outras.  Sororidade significa que as mulheres precisam remar juntas para conseguirem um só objetivo.

A Dra. Karol Lopes falou que a Rede nasceu na 1ª Conferencia da Mulher Advogada da Paraiba. Falou do apoio dado pelo Presidente Paulo Maia na construção da Rede e lembrou que sua mãe é um símbolo desta luta das mulheres que mais se dedicam a esta luta por igualdade entre as mulheres.
 A Dra. Larissa Almeida, Tesoureira da OAB/PB, As mulheres precisam atuar na advocacia, de forma empreendedora. Escritórios devem ser montados por mulheres e compartilhados por homens e mulheres só assim, com este exemplo, outras mulheres virão se juntar a nós nesta luta.  Conclamou as mulheres em pensar em soluções uma vez que têm uma função social muito relevante no País.
 Finalizando o Dep. Bosco Carneiro disse que “observa que a Rede de Sororidade tem uma função social importante além das funções advocatícias” Se colocou a disposição do movimento e parabenizou a Assembleia Legislativa pelo apoio e realização do evento.  REDE SORORIDADE: “Na luta contra todas as formas de discriminação e violência contra as mulheres”.

Reportagem (texto e edição) de Severino Antonio (bibiu) com fotos de Alberi Pontes.

Assista na íntegra esta Sessão Especial acessando a página do Deputado João Bosco Carneiro no FACEBOOK







 Acesse o Site do Deputado Bosco Carneiro no INSTAGRAM

terça-feira, 24 de setembro de 2019

ALAGOA GRANDE RECEBE A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA PARA HOMENAGEM A JACKSON DO PANDEIRO



DEPUTADO JOÃO BOSCO JUNIOR VIRÁ COM A COMITIVA PARLAMENTAR PARA A SESSÃO ESPECIAL EM ALAGOA GRANDE
A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) lançará, nesta quarta-feira (25), no município de Alagoa Grande, o documentário “Sua Majestade, o Rei do Ritmo”, que conta a história do cantor e compositor paraibano Jackson do Pandeiro. Os trabalhos serão iniciados às 14h com uma sessão itinerante, que incluirá todos os tramites das sessões ordinárias da ALPB, como pequeno expediente, ordem do dia e votação de projetos.


Após a sessão itinerante, o documentário em homenagem ao ano de centenário do Rei do Ritmo será exibido às 19h, no Teatro Santa Inês. Jackson nasceu no dia 31 de agosto de 1919, em Alagoa Grande, e morreu no dia 10 de julho de 1982, em Brasília (DF).
O documentário produzido pela equipe da TV Assembleia, conta a história do paraibano que ajudou a popularizar a música nordestina no país com canções de xote, xaxado, coco e baião. O lançamento vai acontecer em dois momentos. Após a sessão itinerante, que acontece às 14h, será exibida uma versão reduzida com cerca de 15 minutos. Em seguida, o documentário completo será apresentado no teatro da cidade.
DEPUTADO ADRIANO GALDINO - PRESIDIRÁ A SESSÃO EM ALAGOA GRANDE
 O presidente da Casa, Adriano Galdino, ressaltou a importância de homenagear Jackson do Pandeiro na cidade onde ele nasceu. “Vamos participar dessa sessão com a maior satisfação, com a maior boa vontade, aproximando e mostrando ao povo de Alagoa Grande o nosso trabalho diário. É uma grande honra para todos nós registrar na história do Poder Legislativo uma homenagem a esse grande artista, que marcou o nosso país com a sua arte", destacou.
Sessão itinerante - A Assembleia Itinerante será aberta com uma sessão ordinária, com votação de projetos, inclusive que tenham ligação com a cidade. Após a ordem do dia, a sessão será transformada em Sessão Especial onde será descerrada uma placa da ALPB em homenagem a Jackson do Pandeiro, que será afixada no Memorial em homenagem ao artista em Alagoa Grande. Também será entregue a comenda especial Centenário Jackson do Pandeiro a algumas autoridades e convidados especiais.
Na oportunidade, serão prestados serviços à população, em parceria com secretaria estadual da Saúde, a exemplo de verificação de pressão arterial e teste de glicemia.
Transmissão - A sessão será transmitida pela TV Assembleia, através do canal 40.2 (TV aberta) 14.2 (Patos e Região - TV aberta), pelo canal 11 na net e 340.2, na Sky, GVT e Claro. Também será exibida pelo site e pelas redes sociais do Legislativo (www.al.pb.leg.br e www.youtube.com/legislativopb), e pelas rádios de Cajazeiras e Região.
JACKSON DO PANDEIRO - DE ALAGOA GRANDE - SERÁ O HOMENAGEADO DA SESSÃO
 Sobre o documentário - A produção em tom documental, que tem direção e roteiro do jornalista Eri Alves, perfaz a trajetória pessoal e profissional do “Rei do Ritmo”, desde a infância até a fama e renome na música popular brasileira, através de diversos depoimentos, incluindo histórias inéditas de pessoas próximas e revelações de um grande artista brasileiro sobre os últimos momentos de vida do cantor.
Também participaram da produção os cinegrafistas Gil Linhares e Aderaldo Júnior; Anderson Oliveira (Edição de Imagens), Caio Fábio (Imagens de Drone); Nielle Carolino (produção); Darlan Gomes (Edição de Imagens, Montagem e Finalização); e Paulo Rogério (Assistente de Cinegrafista).

Fotos do acevo de Severino Antonio (bibiu 99369 3233) - Fonte da matéria: ASCOM DA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DA PARAIBA

quinta-feira, 12 de setembro de 2019

O QUE É SER UM MILITANTE DE "ESQUERDA"?


"Ser de esquerda não é votar no João ou no Mário. É votar no ideal de fraternidade e solidariedade que João e Mário carregam.
Ser de esquerda não é uma opinião política. É uma FILOSOFIA DE VIDA."
"A esquerda não é contra o empresário. A esquerda é contra o desrespeito dos direitos trabalhistas.
A esquerda não é contra a família tradicional. A esquerda apenas tem a consciência de que famílias diferentes da tradicional também são famílias e merecem ter seus direitos protegidos.
A esquerda não quer que você ou seu filho sejam gays. Só quer que vocês respeitem o direito daqueles que são.
A esquerda não está contra os ricos. Mas contra os que acham ter mais direitos do que os pobres.
A esquerda não é contra a fartura. A esquerda é contra a fome.
A esquerda não defende bandidos. Defende direitos humanos. Se você é humano, nós defenderemos os seus também.
A esquerda não é contra você ter uma mansão. A esquerda é contra pessoas morarem nas ruas ou em casebres.
A esquerda não é contra o capitalismo. A esquerda é contra as desigualdades sociais.
A esquerda não é contra o consumismo. A esquerda é contra a destruição do meio ambiente.
A esquerda não é contra o porte de armas. E sim contra a falta de educação e consciência do povo.
media
A esquerda não é contra a igreja, mas sim contra os discursos de ódio.
Notem que ser de esquerda não é necessariamente ser comunista ou socialista. Se assim fosse, não existiria centro-esquerda, muito menos liberalismo social.
A ignorância só serve pra aguçar o senso comum individualista natural daqueles que sentem medo. Não tenha medo de dizer pra eles que você é de esquerda.
Porque ser de esquerda é lutar por igualdade material. É lutar pelo direito das minorias. Pelo direito dos negros. É lutar pelo direito das mulheres. É lutar pelo direito do trabalhador. É lutar pelo direito de respirar um ar puro.
Existe pessoa mais democrática do que uma pessoa de esquerda? Creio que não. São poucos os que tem coragem de lutar pelos direitos dos outros.
Ser de esquerda não é votar no João ou no Mário. É votar no ideal de fraternidade e solidariedade que João e Mário carregam.
Ser de esquerda não é uma opinião política. É uma filosofia de vida."

Edição da matéria : Severino Antonio (bibiu) - Fone/zap: 9 9369 3233.